Treino

Yoga na gestação: Dicas de Valentina Asmus

Escrito por  | 

Quem me acompanha aqui pelo blog ou pelo Instagram há mais tempo sabe que eu pratico Yoga e amo! Minha professora é a Valentina Asmus, querida e muito talentosa!

Como estou grávida, estou seguindo com a prática, mas com adaptações. Conversei com a Valentina para falar mais sobre os benefícios da prática nessa fase da vida e também para esclarecer algumas dúvidas de vocês.

Importante dizer que a Valentina não é especializada em Yoga para gestantes (há diversos profissionais focados nisso no mercado, com formação específica), mas com a percepção e a experiência, ela tem um olhar muito completo sobre o tema. Me sinto muito segura com a orientação da Valentina!

Os benefícios do Yoga para Gestantes

A Yoga traz inúmeros benefícios para o corpo e para a mente a todos os praticantes. Para as gestantes isso não é diferente. Entre as principais vantagens da prática, Valentina cita:

  • Momento de atenção à respiração
  • Momento de autoconhecimento, que ajuda a gestante a perceber e a entender as mudanças que acontecem no seu corpo durante esse momento tão bonito da vida.
  • Os exercícios, por meio das posturas, fazem com que a gestante aprimore sua flexibilidade e amplie sua força muscular e seu equilíbrio (tanto físico quanto mental)
  • O Yoga proporciona momentos de introspecção dos sentidos, uma conexão consigo mesma

 

Limitações para as gestantes na prática do Yoga

Há algumas adaptações na prática do Yoga para gestantes. “O período da gestação não é limitante, é simplesmente diferente. Por ser diferente, requer adaptações”, indica Valentina.

A instrutora comenta que há algumas coisas que devem ser evitadas, como:

  • Posturas deitadas de barriga para baixo
  • Torções muito intensas
  • Posturas onde há muita tensão ou extensão da região do abdômen
  • Posturas invertidas sobre a cabeça ou sobre os ombros

Tudo isso são regras gerais. Valentina ressalta que cada mulher exige cuidados especiais, avaliando o corpo e as características de cada pessoa.

A Valentina prioriza sempre um diálogo aberto, para garantir o conforto de cada corpo.

Qualquer mulher pode praticar Yoga na gestação?

Qualquer mulher pode praticar Yoga na gravidez, desde que seja com liberação médica. Esse acompanhamento especializado é fundamental, antes de começar ou de continuar a prática.

É possível começar a prática de Yoga durante a gestação?

Segundo Valentina, isso depende do tipo de Yoga que será praticada. Há práticas voltadas para Yoga gestacional, que as grávidas com liberação médica podem iniciar sem problemas depois de terem descoberto a gestação.

O método que a Valentina ensina, o Ashtanga Yoga, não é recomendado para gestantes que não praticavam a Yoga antes da gravidez. Como eu já praticava de forma constante há bastante tempo, pude seguir com a prática, fazendo apenas algumas adaptações.

Não há um limite de meses de gestação para a prática de Yoga. Tudo vai depender de como a gravidez vai se desenvolver e das recomendações do médico. “Já tive alunas gestantes que praticaram Yoga até dois dias antes do parto, porque estavam se sentindo super bem e tinham liberação do médico. Também já tive alunas que por volta das 36 ou 37 semanas tiveram que parar as atividades físicas porque já tinham início de contração ou algum outro empecilho”, complementa Valentina.

A minha prática de Yoga

Como comentei, já pratico Yoga há alguns anos. Por isso, segui com as aulas. Em cada fase da gestação vamos fazendo algumas adaptações. No início da gestação, a prática é muito mais suave e tranquila, evitando saltos, torções e posturas invertidas. Também cuidamos para que a temperatura do corpo não se eleve muito rapidamente.

Na fase que estou agora, quando me sinto à vontade, já faço posturas que são um pouco mais avançadas, alguns saltos e torções leves. “Muito provavelmente a limitação que vai surgir daqui para frente é a limitação do espaço da barriga mesmo, porque a mulher vai ficando com o corpo mais pesado, o que vai influenciando no peso que tem nas articulações, nos tornozelos, nos joelhos, nos pulsos, nos cotovelos. Quando fazemos alguma postura, há mais peso, então vamos adaptando algumas coisas em relação a isso. Como a mulher vai ficando com o corpo mais pesado, também às vezes vai cansando um pouco mais e temos que fazer uma série mais curta, mais suave de novo”, indica Valentina.

 

“A Júlia faz hoje basicamente a mesma série de posturas que fazia antes da gestação, adaptando as posturas ao momento em que ela está da gestação hoje. Não há muita diferença, porque ela já tinha esta prática bem constante e era uma coisa natural para o corpo dela”, finaliza.

 

COMO AGENDAR AULAS COM A VALENTINA

Para marcar aulas com a Valentina, na escola ou fora, as pessoas podem chamar no perfil do Instagram @valentinaasmus ou no Instagram da escola @mysoreyogaportoalegre ou ainda por e-mail mysoreyogapoa@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *