Colunistas

Coluna Maria Paula Coltro: Principais dúvidas

Escrito por  | 

Bom dia, amores!
Hoje tem coluna nova da querida Maria Paula Coltro. No texto, ela responde e desmistifica as 10 perguntas que os dentistas mais escutam nos consultórios. Olha só:

 

Maria Paula Coltro responde as 10 principais dúvidas que escuta no consultório

 

maria-paula

 

 

1- Qual tipo de escova dental devo usar?
A escova de dentes mais adequada é a que tem cerdas macias e cabeça pequena. O que faz a remoção da placa bacteriana é a ação mecânica da escova de dentes, necessitando que o movimento seja frequente e suave. A força na escovação pode causar problemas como retração gengival e sensibilidade dentária. A cabeça pequena permite uma melhor eficiência mastigatória e que a escova chegue em locais de difícil acesso. O ideal é que a escovação seja feita sempre após as refeições.

escova de dentes

2- Qual o melhor creme dental no mercado?
O mais importante para manter os dentes saudáveis é a ação mecânica da escovação. Os cremes dentais são auxiliares para tal função, contendo substâncias específicas para manter os dentes mais protegidos e o hálito agradável. Os cremes dentais mais indicados são os que contém flúor. Essa substância ajuda a remineralizar os dentes, deixando-os mais protegidos para evitar as cáries dentárias. Existem cremes dentais para sensibilidade e para doenças periodontais que podem ser indicados e eficientes para os casos específicos. Cremes dentais clareadores na maioria das vezes são abrasivos e podem causar maior desgaste e sensibilidade nos dentes, já os que contém a substâncias químicas para o efeito clareador devem ser evitados pois estas substâncias não são benéficas para uso contínuo. O ideal nestes casos seria realizar o tratamento de clareamento dental de acordo com o monitoramento do seu dentista.

 

3- Devo passar fio dental todos os dias?
Sim, a placa bacteriana se forma a cada 24 horas, então o ideal é que o fio dental seja utilizado pelo menos uma vez ao dia. O fio dental vai permitir a desorganização da placa bacteriana através de sua ação mecânica, evitando cáries entre os dentes e doenças gengivais. O efeito da escovação é eficiente com o auxílio do uso do fio dental, pois ele consegue atingir áreas não alcançadas pela escova dental.

 

fio dental

 

4 – Tenho os dentes naturais escurecidos, o que posso fazer para deixá-los mais claros?
Para clarear os dentes o tratamento mais indicado é o clareamento dental. Existem dois tipos de aplicação do clareamento. Clareamento caseiro e clareamento no consultório. O clareamento caseiro oferece resultado mais eficiente a longo prazo, já o clareamento no consultório pode ser associado ao caseiro para melhor resultado imediato ou para aplicações pontuais, como algum evento especial. O que muda é a concentração do gel. O clareamento no consultório é utiliza um gel mais concentrado, onde precisamos usar uma barreira de proteção gengival. O tempo do tratamento caseiro se dá por volta de três semanas, já o clareamento no consultório pode ser feito de uma a três sessões dependendo do nível a ser clareado.

 

Veja aqui a coluna que Maria Paula Coltro escreveu sobre clareamento dental

clareamento-dental

5- O clareamento dental enfraquece os dentes?
O clareamento dental consiste em uma reação química, onde as substâncias químicas (peróxido de hidrogênio ou carbamida) quebram as moléculas de pigmento e são liberadas através do oxigênio, portanto não causando enfraquecimento nos dentes. Durante o período do clareamento pode haver sensibilidade transitória, e é indicado evitar alimentos escuros que possam prejudicar o tratamento. Este tratamento deve ser monitorado pelo cirurgião-dentista pois não é uma substância indicada para uso contínuo e pode lesar os tecidos se não monitorado.

6 – Meus dentes são restaurados e/ou não gosto do formato deles, o que poderia fazer para deixá-los mais bonitos?
Restaurações dentárias não sofrem efeito do gel clareador. Para estes casos são indicados os laminados cerâmicos. Lâminas de porcelana extremamente finas podem ser conhecidas como lentes de contatos dentais. Elas são cimentadas aos dentes com objetivo de mudar cor e forma dos mesmos, permitindo uma beleza estável a longo prazo. Seu tempo de durabilidade é em média 15 anos, desde que bem indicada e executada.

7 – Tenho que desgastar os meus dentes para fazer as lentes de contato dentais?
Dependerá do caso individual. Dentes que possuem espaços ou são menores do que o esteticamente favorável para o paciente podem ser realizados sem nenhum ou mínimo desgaste, porém dentes mais robustos exigem um desgaste maior mesmo com as lentes de contato dentais para que haja um resultado perfeitamente harmonioso e estético.

 

Tratamento feito com lentes de contato dentais

Tratamento feito com lentes de contato dentais

 

8 – Tenho falta de um ou mais dentes, como posso resolver isto?
O advento dos implantes dentários veio para suprir a necessidade de perdas dentárias. O implante dentário nada mais é que um parafuso feito de titânio que funciona como uma raiz artificial para ancoragem de uma nova coroa substituindo, dessa forma, o dente natural. Com esse tratamento evita-se realizar desgastes em dentes naturais para reabilitação através das pontes fixas. Este procedimento pode ser realizado para reabilitar a falha de apenas um dente perdido ou até mesmo todos os dentes ausentes da arcada. É necessário que haja uma boa quantidade e qualidade óssea para a realização da instalação dos implantes dentários, caso contrário deve-se lançar mão de enxertos ósseos previamente a instalação dos implantes.

 

implante dentário

 

Os implantes dentários são seguros?
Os implantes dentários são realizados na maioria das vezes com anestesia local e tende a ser uma cirurgia tranquila, onde os índices de sucesso excedem 90%. Em casos raros os implantes podem falhar (não ocorre a integração osso-implante), muitas vezes por características intrínsecas (doenças sistêmicas) ou extrínsecas (tabagismo) dos pacientes. É importante que haja uma boa manutenção de higiene nos implantes dentários para que se evite doenças que causem consequente perda dos mesmos, pois desde que bem monitorados os implantes podem durar a vida toda do indivíduo.

10 -Como posso saber se tenho bruxismo?
Alguns sinais e sintomas são característicos de pacientes que tem o hábito de bruxismo. Desgastes dentários, diminuição do terço inferior da face, lesões em borda de língua e bochechas, dores faciais e de cabeça, dores cervicais, ranger ou apertar os dentes são alguns aspectos relacionados. É importante que haja um correto diagnóstico para estes casos, que podem implicar em tratamentos com placas oclusais para proteção das estruturas envolvidas e em alguns casos específicos uso de medicamentos, fisioterapia, tratamento psicológico ou até mesmo aplicação de toxina botulínica nos músculos sobrecarregados.

Veja aqui a coluna que Maria Paula Coltro escreveu sobre bruxismo

bruxismo 3

 

 

Onde encontrar a Maria Paula Coltro:

Clínica MOB
Rua Pedro Ivo, 891 – Porto Alegre
(51) 3276-1177

Hospital Moinhos de Vento – unidade Iguatemi
Shopping Iguatemi Porto Alegre – Av. João Wallig, 1800 – Passo d’Areia, Porto Alegre
(51) 3537-8000

Zaffari Odontologia
Rua Faria Santos 47/407 – Porto Alegre
(51) 3330-3388

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *