Por aí

Capodarte traz a Porto Alegre a artista Juliana Ali

Escrito por  | 

Dica imperdível para quem quer um presente lindo e exclusivo para o Dia das Mães!!!

Nesta quarta-feira dia 10 de maio quem estará em Porto Alegre é a artista Juliana Ali, considerada uma das maiores customizadoras de bolsas do país. A artista vem à capital gaúcha a convite da Capodarte do Iguatemi. A marca está organizando um coquetel exclusivo, das 16h às 20h.

 

 

A ideia da Capodarte foi convidar a artista Juliana Ali, especialista em pinturas customizadas em bolsas, para, juntas, criarem uma coleção exclusiva de sapatos e acessórios, Capodarte por Ju AliNa quarta-feira, dia 10, durante o coquetel quem comprar uma bolsa ganhará uma customização exclusiva da artista.

Juliana, que também é jornalista e digital influencer, criou uma delicada estampa de flor estilizada, que deixa ainda mais exclusivas as peças de monograma da marca e a tendência dos patches muito mais sofisticada.

A coleção conta com os modelos de bolsas shopper, mini e shoulder bag. Há também no catálogo 3 sapatos, um tênis iate, também conhecido como slip on, uma rasteira com a flor estampada na palmilha e o loafer, modelo inspirado no universo masculino e que está no top da lista de desejos da temporada.

 

 

A estampa aparece ainda nas embalagens da sapatilha de monograma, um saquinho especial para viagem, e na prática nécessaire, que traz o chinelo com aplicações do logo nas tiras.

 

Juliana Ali

Juliana tem duas décadas de moda. Começou novinha, foi editora de moda, depois virou blogueira e há três anos seu business de desenhar coisas lindas em bolsas estourou.

Juliana-Ali-customização-de-bolsas-2

 

A artista conta que a ideia surgiu quando ela viu Lady Gaga circular com uma Hermes rabiscada, há cerca de sete anos. Juliana achou tão transgressor que desenhou um Vuitton que tinha e começou a circular com a bolsa customizada.

 

Shuji Kajiyama, AP

Lady Gaga, com um recado escrito “Eu te amo pequeno monstro, amo Tóquio” na bolsa Hermes. Foto: Shuji Kajiyama, AP

 

O trabalho da artista pode durar de 20 minutos até quatro dias. A cobrança varia de 500 a 1500 reais, conforme o trabalho/ tempo/ complexidade que o desenho exigir. Atualmente ela faz de 3 a 4 bolsas por semana. Para Juliana, é uma espécie de contravenção rabiscar um artigo de luxo. Ela conta que já trabalhou com bolsas de 20 mil dólares, que eram, por si só, obras de arte, e que acha bacana a pessoa ter o desprendimento de pensar que deixar a peça com a cara dela vale mais que o preço pago na loja.

 

Juliana-Ali-customização-de-bolsas-4

 

No Brasil, ela foi a pioneira a fazer esse serviço e acredita ter tido a sorte de, nos últimos quatro anos, a moda internacional caminhar para a mesma direção. Várias grifes gringas começaram a mostrar nas passarelas peças rabiscadas, o que deu uma aquecida na procura.

 

Juliana-Ali-customização-de-bolsas-3

 

Adorei a iniciativa!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *