Beleza

Vanessa Leite: Como mudar o comportamento alimentar?

Escrito por  | 

Oi, amores! Mais uma coluna da super nutri Vanessa Leite!

Hoje ela fala de um assunto importantíssimo: a reeducação alimentar. E não é apenas no sentido do cardápio, mas também da mente, da maneira como nos comportamos e nos relacionamos com a comida. O texto propõe uma reflexão interessante, para repensar nossa alimentação. Vale muito a leitura e as dicas da Vanessa!

 

Vanessa Leite

 

 

COMO MUDAR O COMPORTAMENTO ALIMENTAR?

 

ACREDITAR:

Primeiro, você tem que saber diferenciar: O que você é ou o que você acredita que é 

 

Antes de pensar em mudar quem você realmente é, você deve pensar em mudar quem você acredita ser, pois aquilo que você acredita ser, definirá o seu comportamento futuro, implicando diretamente no resultado da reeducação alimentar.

Por exemplo, se acredito que não tenho garra para fazer uma dieta ou força de vontade para enfrentar uma reeducação alimentar, qualquer dieta estará fadada ao fracasso.

Entretanto, se realmente acredito que sou capaz, buscarei superar todas as adversidades seja qual for a o grau de dificuldade, jamais desistindo.

Por isso a importância dessa distinção entre o que somos e o que pensamos ser.

Se você crê com força em algo, o seu cérebro passa a misturar crença e verdade, potencializando suas capacidades de enfrentar desafios – como o de uma reeducação alimentar!

Ao final, se sua determinação for forte, descobrirá que a pessoa que você passou a acreditava ser, é o que você, de fato, se tornou – uma pessoa valente, capaz de encarar desafios e superá-los!

Lógico, é indicado que este desafio seja enfrentado sob acompanhamento de um nutricionista, que lhe auxiliará tecnicamente na escolha da dieta adequada, dos alimentos, a fazer os lanchinhos intermediários etc.

 

APAGANDO O PASSADO – IMAGINANDO O FUTURO

Cuidado, em sua maioria, as crenças que temos de nós mesmos estão relacionadas com as nossas experiências passadas: “se nunca superei desafios, nunca superarei” – “se sou compulsiva, não conseguirei”.

Saia já deste círculo vicioso!

Lembre-se, o que você acredita ser influencia diretamente no seu comportamento futuro – apague imediatamente experiências passadas negativas!

 

Como fazer?

Utilize a sua imaginação para direcionar os seus pensamentos à objetivos novos, futuros e desejados.

Por exemplo, uma pessoa com compulsão alimentar pode se imaginar comendo alimentos de qualidade, em pequena quantidade, estimulando a sensação de saciedade restando mais satisfeita, ou (na via oposta) pode lembrar das sensações geradas após o consumo demasiado de alimentos, como: sentimento de culpa, de menos valia, frustação, arrependimento, azia, inchaço, barriga estufada…

 

CONCLUINDO

Para que você realmente consiga efetivar a sua reeducação alimentar, você precisa mudar a maneira como se relaciona com a comida que você ingere. Não é fácil, precisa de muita preparação, persistência e paciência.

Para facilitar, seguem algumas dicas:

  1. Determine o seu objetivo: mudar meu comportamento alimentar.
  2. Defina hábitos que justificam que o seu objetivo foi e está sendo atingido. Exemplo: alimento-me somente quando tenho fome.
  3. Quando estiver estressado, saia para caminhar ou faça alguma atividade que o mantenha ocupado. Não desconte o estresse na comida, pois comida não alimenta a alma.
  4. Não boicote a dieta. Organize-se e compre antecipadamente os lanchinhos e os alimentos saudáveis para preparar as principais refeições.
  5. Imagine esses comportamentos sendo realizados e repita-os para você várias vezes.
  6. Esteja acompanhado de seu nutricionista, que lhe deixará sob constante motivação e lhe auxiliará para que a dieta seja conduzida de modo seguro e eficaz.

 

NUNCA ESQUEÇA

É normal sentir insegurança, medo e ansiedade. Mas lembre-se, você tem em mãos uma das mais poderosas ferramentas do universo – o poder da mente!

Desejo que esse texto inspire a todos que desejam uma vida mais leve e saudável.

Boa reeducação alimentar!

 

Carinhosamente, Nutricionista Vanessa Leite.

 

vanessa leite

 

 

VANESSA LEITE

Graduada em Nutrição pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Pós-graduada em Obesidade e Emagrecimento pela Universidade Gama Filho do Rio de Janeiro; Especialista em Nutrição Clínica, Esportiva, Personal Diet e Psicologia do Emagrecimento; Professora de pós-graduação em Nutrição Estética pela Universidade Gama Filho nas unidades de Porto Alegre, São Paulo, Curitiba, Rio de Janeiro, Palmas; Consultora de revistas e jornais, tais como: Boa Forma, Men’s Health, Women’s Health, Corpo a Corpo, Runner’s, Shape, Nova, Zero Hora, O Sul, Em Forma com Solange Frazão, Jornal do Almoço – com mais de 400 artigos publicados; Empreendedora na área de Psicologia da Nutrição, utilizando técnicas de Psicologia do Emagrecimento e Terapia Cognitiva Comportamental em seus atendimentos nutricionais; Responsável pelo blog interativo sobre nutrição no Clicrbs e no Kzuka (pertencentes à RBS, emissora afiliada da Rede Globo no RS), no ano de 2007; Comentarista semanal de Nutrição do telejornal Pampa Meio Dia, no período de 2008 à maio de 2015; Consultora de restaurantes e empresas alimentícias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *