Beauty

Carlos Eduardo Tagliari: devo trocar minha prótese de mama?

Escrito por  | 

Devo trocar minha prótese de mama?

Abordo hoje um tema bastante importante. Com um número cada vez maior de mulheres com prótese de mama, surge uma questão: em quanto tempo deve ser realizada a substituição dessas próteses?

Os implantes de silicone, apesar da alta qualidade do material, não são vitalícios, ou seja, não duram por toda a nossa vida. Eles possuem garantia de fábrica por 10 anos. Após esse período, a manutenção ou substituição da prótese deve seguir alguns critérios estabelecidos pelos fabricantes e pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

Toda mulher que se submeteu à cirurgia de implante de próteses de silicone deve fazer uma avaliação anual com exame físico e/ou com exames de imagem (como Ultrassom e Ressonância Magnética) para detectar possíveis problemas com as próteses. Os mais comuns são ruptura e contratura de cápsula.

Contratura e ruptura de cápsula

protese-mama-lisa-texturizada

A ruptura – apesar de cada vez mais incomum – pode acontecer com o passar dos anos, especialmente em próteses de menor qualidade ou lisas (sem textura externa). Nesses casos, assim que detectado o problema, já existe indicação para substituição dos implantes.

Contratura de cápsula significa um processo inflamatório com calcificação e consequente endurecimento da cápsula que envolve a prótese. Essa cápsula é um fáscia que nosso corpo produz, surgindo meses após a cirurgia e que envolve por completo a prótese. Vários fatores podem contribuir para a inflamação e contratura dessa fáscia. Em casos leves (a maioria), somente pode ser vista através de exames de imagem. Em casos mais graves, ela pode gerar desconforto, dor e alterações estéticas das mamas. Geralmente essa contratura surge muitos anos após a cirurgia.

Outro fator responsável pela substituição das próteses é a questão estética. Com o envelhecimento, ocorre uma substituição da glândula mamária por gordura, gerando flacidez da pele da mama e “queda” dos seios. Isso é mais visível após a amamentação. Quando ocorre esse comprometimento estético, podemos realizar a cirurgia de Mastopexia (que significa a retirada do excesso de pele das mamas), com substituição das próteses antigas por novas, com volumes e formatos diferentes se for necessário.

De um modo geral, orientamos para que as pacientes realizem a troca das próteses entre 10 e 15 anos após a cirurgia, diminuindo, assim, os riscos de complicações e procedimentos desnecessários. É extremamente importante a utilização de próteses de silicone de alta qualidade e certificadas pelos órgãos de vigilância.

Abraço e até a próxima coluna!

***
Carlos Eduardo Tagliari
Cirurgião Plástico
Membro especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *